• 05 jun

    Os óculos de sol que refletem o bem

    Olá pessoal! Vocês são empreendedores? Querem ser? Pensam que são? Acham que jamais serão? Foi pensando na resposta dessas perguntas que resolvi que o tema empreendedorismo seria bacana para resenharmos por aqui, afinal, moda tem muito a ver com isso!

    Mas, como não sou expert nesse assunto preferi passar a pauta para pessoas que são, como minha correspondente Letícia Lima que escreveu esse texto AQUI, e sua amiga e companheira de blog Aline Marins.

    As duas estão para lancar o blog Zero Amadorismo que promete muitos ensinamentos bacanas nessa área. Vale a pena esperar, porque com a competência delas tenho certeza que será zero amador! rsrs

    Bom, da Letícia já falei no outro post, então quero contar pra vocês que Aline é formada em jornalismo pela USP , estudou também ciências sociais na Paris X, na França, e atualmente é jornalista na Radio Globo.

    Tô bem ou não de correspondente? Elas são muito feras no assunto, e esse texto da Aline mostra isso.

    Aproveitem!!!!!!

    Os óculos de sol que refletem o bem

    Conheça a história do grupo de amigos que escolheu empreender e contribuir para uma sociedade melhor.

    Usados para proteger os olhos dos raios ultravioletas, os óculos de sol também podem ser marcantes na hora de compor o visual. São inúmeras as opções de formato, cor e lentes. Em cada modelo, um estilo diferente. Mas, mais que atitude, é possível expressar consciência ambiental e social com esse acessório.

    No Rio de Janeiro, em 2012, surgiu a marca Zerezes, que produz óculos de sol com madeira redescoberta. Criada por Luiz Eduardo Rocha, Henrique Meyrelles, Hugo Galindo e Victor Lanari, amigos da faculdade de design, a empresa utiliza material que seria descartado, como os tacos, outrora tão usados no piso de muitas casas.

    Ao ressignificar essa madeira, a vida de cada um deles também ganhou novo sentido. “A gente viu nos óculos a oportunidade de criar o nosso caminho”, conta Hugo Galindo. E o empreendedorismo foi o norte desta trajetória. O projeto surgiu da vontade de produção apenas pessoal. Um vídeo no Youtube despertou o interesse em trabalhar com esse tipo de produto. O grupo reunido percebeu que tinha uma boa ideia de negócio e um bom time, no qual as competências e habilidades de cada um eram complementares.

    A preocupação ambiental sempre esteve atrelada à iniciativa. Além do reaproveitamento da madeira, eles usam resina de mamona, que é atóxica e biodegradável, na fabricação das peças e se empenham em fazer um produto durável e atemporal. “Tentamos desenhar óculos que não vão se tornar obsoletos daqui a três, quatro, cinco meses ou um ano”, ressalta Hugo. A intenção é que, pela qualidade e pelo design clássico, não seja necessário comprar novos modelos com frequência.

    Apesar disso, a pauta principal para os sócios da Zerezes não é o meio ambiente. Segundo Hugo, é inadmissível produzir algo sem ter como base os cuidados nessa área. Por isso, o  foco da marca é pensar e falar sobre o impacto social gerado pelo negócio. Para tanto, o designer afirma buscar ter diálogo aberto com os funcionários, manter relações transparentes e contato próximo com os prestadores de serviço, optar por fornecedores pequenos e comprar insumos locais. Ele também destaca a importância de remunerar bem  todos os envolvidos na cadeia de produção.

    Ao contrário do compromisso com a natureza, a responsabilidade social não foi algo inerente à criação da empresa. No entanto, uma coisa levou à outra. “Por termos nos apegado a um produto sustentável, que tinha uma história por trás, a gente começou a atrair pessoas bacanas”, explica Hugo.  Foi por esse motivo, por exemplo, que eles conseguiram ajuda da MateriaBrasil (www.materiabrasil.com), instituição de referência em modelos de produção e consumo conscientes.

    Salinas

    Eu só tenho a dizer uma coisa, estava presente no desfile da Salinas na última SPFW que desfilou óculos da marca e foi um Zum Zum Zum daqueles, todo mundo comentou!

    Adorei saber essa história, não conhecia e achei bacana ver que atualmente temos pessoas preocupadas com o meio ambiente e não só com o consumo desvairado! Foi uma luz no fim do túnel! Ainda existe esperança e empreendedores que pensam assim tendem a se destacar muito mais, tô certa meninas?

    Gostaria de agradecer o comprometimento comigo e com meu blog! Obrigada Aline, volte sempre que quiser! 🙂

    Beijos

    Leia também!

    Compartilhe

    0
    Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Protected by WP Anti Spam